Siga nossas redes
CNPJ: 28.474.006/0001-10

ContaÁgil 2024 • Todos os direitos reservados

Conselho Regional de Contabilidade:

CRC/RS 007677

Responsável Técnico:

CRC/RS 065930 | Fábio Marques Pereira

Designer Gráfico PJ: Conheça as Vantagens se Formalizar

Designer Gráfico PJ: Conheça as Vantagens se Formalizar

Publicado em 07/11/2023

Se você é um designer gráfico ou está planejando entrar no mundo do design, já deve ter se deparado com a pergunta: devo atuar como autônomo ou abrir uma empresa como Pessoa Jurídica (PJ)?

Esta decisão tem implicações significativas em sua carreira, finanças e estilo de trabalho. Neste artigo, vamos explorar as vantagens de se formalizar como um designer gráfico PJ. Embora a escolha possa parecer complexa, entender os benefícios da formalização pode ajudar a definir o caminho certo para o seu negócio de design.

Entendendo o Trabalho de Designer Gráfico PJ

O trabalho como Pessoa Jurídica (PJ) baseia-se no modelo de prestação de serviços, regido por contratos firmados entre o profissional PJ e as empresas contratantes. Na maioria dos casos, esses contratos não exigem exclusividade, permitindo que o profissional atue com facilidade, podendo trabalhar para diversas empresas e até realizar projetos freelancer quando desejar.

É importante observar que, embora a prestação de serviços para múltiplas empresas seja uma possibilidade, muitos designers gráficos PJ trabalham exclusivamente para uma única empresa. Nestes casos, os contratos estabelecem frequentemente remunerações mais substanciais para compensar a falta de múltiplos clientes. No entanto, as condições podem variar de acordo com cada contrato.

Normalmente, o designer gráfico PJ recebe seus pagamentos com base no acordo de prazos e escopo de serviços estipulados em contrato, que podem variar amplamente. É essencial emitir nota fiscal para receber o pagamento de forma legal.

Um dos benefícios do trabalho PJ é a liberdade de definir seu horário e local de atuação, incluindo a opção de trabalhar remotamente, uma prática cada vez mais comum no mercado de trabalho.

Vantagens de Ser PJ: Abraçando a Liberdade Profissional

Trabalhar como Pessoa Jurídica (PJ) é uma dessas transformações que trouxe uma série de vantagens para profissionais em busca de liberdade, flexibilidade e controle sobre sua carreira.

  1. Fazer Somente o Que Gosta: Trabalhar como PJ permite que você se especialize naquilo que ama, em vez de ser generalista. Você tem a liberdade de escolher os projetos que mais lhe interessam.
  2. Recusar Serviços: Dizer não a projetos que não se alinham com seus valores ou interesses é uma das vantagens da PJ. Isso permite manter o foco na qualidade do seu trabalho.
  3. Horários Flexíveis: Adeus à rotina de 9 às 5. Como PJ, você define seus horários próprios, permitindo um equilíbrio saudável entre a vida pessoal e profissional.
  4. Ganhos em Sintonia com Sua Produtividade: A relação entre esforço e recompensa é mais direta como PJ. Quanto mais você se empenha, maiores são seus ganhos.
  5. Contratação Rápida: Em comparação com o processo de contratação em regime CLT, a formalização como PJ é rápida e descomplicada.
  6. Menos Impostos e Taxas: A tributação tende a ser mais favorável para PJ, resultando em menos impostos, taxas e contribuições.
  7. Empreendedorismo Pessoal: Trabalhar como PJ é uma oportunidade de fazer sua própria empresa crescer e de se tornar um verdadeiro empreendedor.
  8. Atendimento Múltiplo: Como PJ, você tem a flexibilidade de atender vários clientes simultaneamente, diversificando sua fonte de renda.

Desvantagens: Desafios da Autonomia

Embora as vantagens do trabalho como Pessoa Jurídica sejam inegáveis, como a liberdade de escolher projetos e horários flexíveis, não podemos ignorar que a autonomia também vem com um conjunto único de desafios. É essencial entender completamente os desafios, para que qualquer pessoa que escolha essa jornada planejada possa e supere os obstáculos que surgirem.

  1. Ausência de Benefícios Tradicionais: Como PJ, você não conta com benefícios como 13º salário e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). É essencial fazer um planejamento financeiro para essas eventualidades.
  2. Falta de Aviso Prévio: A transição de projetos como PJ pode ser abrupta, com pouca ou nenhuma garantia de aviso prévio.
  3. Responsabilidades Contábeis: A questão contábil é uma das principais preocupações para a PJ, exigindo organização e, muitas vezes, o apoio de um contador.
  4. Pagamentos Mensais de Impostos: Enquanto não estiver no regime CLT, os impostos são descontados automaticamente, o PJ deverá se responsabilizar pelo pagamento mensal dos tributos, mesmo que em valores inferiores.
  5. Estabilidade em Questão: A ausência de vínculo empregatício significa que não há garantia de estabilidade a longo prazo, exigindo uma abordagem mais proativa na busca por novos projetos.
  6. Variação de Renda: A renda como PJ pode ser variável, com meses de alta demanda seguidos de períodos mais lentos. É importante planejar essas flutuações.

Como abrir um CNPJ para Designer Gráfico: Passos Essenciais

Se você deseja levar sua carreira para o próximo nível, tornando-a oficial e aproveitando os benefícios de um PJ, confira este passo a passo onde simplificamos o processo de abertura de CNPJ para designers gráficos, permitindo que você concentre sua energia no que mais importa: seu talento criativo.

1. Defina o porte do Seu Negócio: Comece determinando o porte da sua futura empresa. No Brasil, você pode optar por:

  • Microempresa (faturamento anual de até R$ 360 mil)
  • Empresa de Pequeno Porte (faturamento anual de até R$ 4,8 milhões).

Lembrando que designers gráficos não se enquadraram na categoria de Microempreendedor Individual (MEI).

2. Escolha a Natureza Jurídica: A próxima etapa é escolher a natureza jurídica do seu negócio. As opções incluem:

  • EI (Empresa Individual): Ideal para designers gráficos que desejam atuar sozinhos, mantendo a simplicidade na gestão.
  • Sociedade Limitada Unipessoal: Esta opção combina a simplicidade da Empresa Individual com a limitação de responsabilidade da Sociedade Limitada.
  • Sociedade Empresária Limitada (com sócios): Se você pretende ter sócios em sua empresa, essa é a escolha apropriada.Abrir CNPJ Grátis sem sair de CASA!

3. Defina o Regime Tributário: O regime tributário é fundamental para a sua empresa. Suas opções incluem:

  • Simples Nacional: Um regime simplificado com alíquotas efetivas entre 6% e 19,5%, dependendo do enquadramento nas tabelas.
  • Lucro Presumido: Impostos são recolhidos de forma independente, com alíquotas entre 13,33% e 16,33%.
  • Lucro Real: Este regime se aplica a empresas de grande porte e implica a tributação com base no lucro efetivo da empresa.

4. Cadastre Sua Empresa: Faça o registro de sua empresa na Junta Comercial.

5. Obtenha seu CNPJ: Solicite seu CNPJ na Receita Federal. Isso é essencial para sua empresa e sua contabilidade.

6. Cadastre-se na Prefeitura: Obtenha a Inscrição Municipal e o Alvará de Funcionamento na Prefeitura de sua cidade.

7. Cumpra as Obrigações Sociais e Fiscais: Faça o cadastro junto à Previdência Social, cumprir essas obrigações é fundamental para manter seu negócio em conformidade, para isso você pode contar com o auxílio de uma contabilidade!

8. Adquira um Certificado Digital: Obtenha um certificado digital do tipo A1 ou A3. Isso é essencial para a segurança e validade de suas transações online.

Lembre-se de que, como empresa com CNPJ, é necessário coletar uma série de impostos, variando de acordo com o regime tributário escolhido. Com a ContaÁgil, você pode abrir seu CNPJ gratuitamente e desfrutar de todo o suporte necessário para manter suas obrigações fiscais em dia. Vamos ajudá-lo a transformar seu talento em uma carreira sólida e próspera.

Assine nossa newsletter ☕

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.