Você sabe o que é um balancete contábil?

Como empreendedor, você enfrenta a necessidade de lidar diariamente com inúmeros documentos, não é mesmo? Administrar cada um deles segundo suas particularidades exige tempo, atenção e, sobretudo, muita dedicação. Esforços que podem ir por água abaixo caso você não domine integralmente o conceito de balancete contábil.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, as principais informações sobre o assunto, abordando a utilidade e a importância do balancete contábil para o seu negócio. Boa leitura!

Em que consiste um balancete contábil?

O balancete contábil é um demonstrativo capaz de reunir, em um só documento, os movimentos e saldos de todas as contas de sua organização, incluindo saldos devedores e saldos credores.

Sendo assim, o balancete reúne (com os seus respectivos saldos) tanto as contas de resultado quanto as patrimoniais. A representação do saldo é feita segundo sua natureza credora ou devedora, em vez de levar em consideração apenas o grupo a que cada conta pertence.

Como funciona?

Enquanto demonstrativo auxiliar, voltado a relacionar os saldos de contas remanescentes, o balancete contábil é essencial para verificar, por exemplo, se o método veneziano (ou de partidas dobradas) tem sido corretamente observado pela escrituração de sua empresa.

Pelo método veneziano, cada débito deve corresponder a um crédito de valor idêntico. Nesse sentido, a função do balancete consiste em verificar a igualdade entre a soma de saldos devedores e saldos credores.

Esse demonstrativo pode ser usado para finalidades gerenciais, com seus dados extraídos dos mais atualizados registros contábeis, dando suporte, por exemplo, ao acompanhamento de fluxo de caixa e do orçamento empresarial.

Não se esqueça de que o nível de detalhamento do balancete contábil deve se ajustar à sua finalidade. Logo, caso o demonstrativo se destine a usuários externos, ele deve ser assinado por um contador que seja devidamente habilitado pelo CRC (Conselho Regional de Contabilidade).

Em termos gerais, a periodicidade de disponibilização do balancete contábil é mensal, a fim de que ofereça um bom suporte para que os gestores visualizem a situação da empresa ante os saldos mensurados. Por esse mesmo motivo, é necessário que o documento tanto seja facilmente compreensível quanto apresente utilidade prática.

Outro uso comum do balancete contábil consiste em auxiliar o planejamento fiscal e contribuir para a análise dos tributos gerados.

Qual é a importância do balancete contábil?

Todo e qualquer negócio gera um certo volume de entradas e saídas financeiras, fiscais ou patrimoniais. Por esse motivo, é possível afirmar que o balancete contábil demonstra a saúde de uma organização (do ponto de vista financeiro).

Isso se dá porque esse documento relaciona o conjunto de movimentações diariamente registradas, elencando todos os créditos e débitos, de forma individual e cronológica.

É altamente recomendável acompanhar, periodicamente, o balancete da sua empresa, uma vez que, ao tomar essa iniciativa, você será capaz de monitorar o seu negócio com maior precisão, qualificando e obtendo mais eficiência em seu processo de tomada de decisões.

Em quais ocasiões o balancete pode ser utilizado?

Entre as diversas ocasiões em que o balancete pode ser utilizado, destacam-se os momentos em que é imprescindível analisar as contas da empresa, por exemplo, durante a reconciliação contábil.

Outra ocasião bastante oportuna para usar o balancete contábil surge quando é preciso verificar a situação patrimonial em relação aos saldos, a fim de compará-los, por exemplo, com o orçamento aprovado para conhecer a evolução das margens de lucro, dos custos ou das despesas recorrentes.

Se você encontra alguma dificuldade na elaboração do balancete contábil da sua empresa, não se preocupe: há excelentes serviços online que podem ajudá-lo a não errar.

Gostou do nosso artigo? Então, não perca a oportunidade de continuar se aprimorando: saiba como funciona a nota fiscal eletrônica!