Como separar despesas pessoais das contas da empresa: aprenda!

Separar as despesas pessoais das contas da empresa pode ser um desafio, especialmente para pequenos empresários. Pela complexidade da tarefa ou por comodidade, muitos acabam misturando as finanças. Quando percebem, estão movimentando o dinheiro da empresa para pagarem academia, escola das crianças, faturas de cartão de crédito e outras coisas mais.

Entretanto, isso deve ser evitado a todo custo. A prática poderá atrapalhar o planejamento e a organização das finanças da sua empresa, dificultando o controle de gastos e levando até a problemas com a Receita Federal. Por isso, neste post, você aprenderá como separar despesas pessoais das contas da empresa. Vamos lá?

Tenha contas bancárias diferentes

Algumas pessoas com um alto nível de organização conseguem, por meio de planilhas bem-elaboradas, usar a mesma conta bancária para os dois tipos de despesas. Entretanto, essa situação nunca é a ideal, nem mesmo para que tem muita disciplina.

Para separar completamente as despesas pessoais e empresariais, não custa nada ter contas bancárias diferentes. Isso facilitará muito o registro da movimentação financeira de sua empresa ao longo do ano, além de dar um ar muito mais profissional para o seu negócio.

Não pague contas domésticas com a conta empresarial

Uma vez separadas as duas contas, lembre-se de nunca pagar despesas pessoais com a conta empresarial. Para isso, é fundamental definir previamente a forma como os pagamentos e retiradas dos sócios serão realizados.

Ao receberem o pró-labore, ou seja, o “salário” referente às funções desempenhadas por cada um, os sócios garantirão que terão meios para pagarem suas despesas pessoais. Dessa forma, não precisarão recorrer à conta empresarial quando precisarem cuidar de seus gastos privados.

Eduque seus sócios e familiares

É essencial que você também conscientize as pessoas ao seu redor sobre como separar despesas pessoais das contas da empresa. Seus sócios também precisarão estar comprometidos com os mesmos objetivos de organização, disciplina e profissionalismo.

Além disso, seus familiares também precisarão entender que as contas da empresa não são uma extensão das contas da família. Ao atingirem o limite do orçamento doméstico, eles não poderão enxergar o empreendimento como um fundo de reservas, algo muito comum e péssimo para os negócios.

Busque ajuda profissional

Muitas vezes, a ajuda profissional é indispensável para assessorá-lo nessa empreitada. Se você estiver com dificuldades para classificar as despesas, separar as finanças ou conscientizar seus parceiros, busque assistência.

Um profissional ajudará sua empresa a estabelecer um sistema que funcione para as necessidades específicas que ela tiver, além de poder disponibilizar softwares de gestão de fluxo de caixa que auxiliarão no controle e registro das despesas, por exemplo.

O serviço de contabilidade online é uma ótima opção nesse caso, pois é uma alternativa mais rápida e prática do que os escritórios tradicionais.

Como você pôde perceber, saber como separar despesas pessoais das contas da empresa é essencial para a própria sobrevivência do empreendimento. Lembre-se de que negócios fortes crescem por meio de melhorias cuidadosas e graduais e essa separação é um excelente ponto de partida.

Você gostou deste texto? Então não deixe de ler nosso artigo sobre como ter o controle do fluxo de caixa de sua empresa. Boa leitura!