Apuração de impostos: 3 erros que você não deve cometer!

A apuração de impostos é uma tarefa absolutamente necessária para organizações de todos os portes e segmentos. Afinal, trata-se de elemento crucial do processo de correta observação das incumbências tributárias, contábeis e fiscais que garantem a regularidade da empresa segundo as leis nacionais.

corporações que realizam essa operação internamente, enquanto outras recorrem ao auxílio de um serviço especializado e recursos tecnológicos que colaboram para organizar suas informações.

A despeito de ser um dos serviços mais importantes para as companhias, muitas falhas são cometidas na apuração de impostos. Pensando nisso, abordamos, ao longo deste artigo, alguns dos principais erros, a fim de ajudar você a assegurar o melhor desenvolvimento possível do seu negócio. Boa leitura!

Como funciona a apuração de impostos?

A cobrança de impostos é uma constante em nossa rotina, verdade? No entanto, quando se trata de uma empresa, é preciso estar atento a todos os elementos referentes à apuração, pois essa operação viabiliza o acompanhamento de métricas relevantes para o negócio.

Para assegurar que tudo transcorra com sucesso, é imprescindível elaborar um planejamento tributário (tão detalhado quanto possível), visando evitar erros na apuração de impostos.

O planejamento pode, por exemplo, ser executado anualmente (sendo atualizado a cada final de mês), trazendo informações sobre as receitas, despesas e os balanços da empresa.

Não obstante, para que as metas da empresa estejam alinhadas à apuração de impostos, é altamente recomendável incluir no documento as previsões de crescimento do negócio, considerando o cenário atual da corporação.

Quais erros devem ser evitados?

Ao gerenciar o faturamento em sua empresa, você deve calcular todos os impostos relativos a cada uma das operações. Nesse sentido, o preenchimento da nota fiscalprecisa levar em consideração as alíquotas certas, sobretudo do ICMS, que entre outras coisas pode ter alíquotas interestaduais.

Além de considerar tudo que envolve a realização correta dos cálculos, em certos impostos é necessário cruzar os dados, fato que pode gerar confusão quando não há gestão e organização fiscal eficientes. Confira, a seguir, alguns dos principais erros que você deve evitar.

1. Desconhecer o regime tributário a ser pago

Desconhecer o regime tributário a ser pago é um erro bastante comum. Optar pelo mais adequado consiste em uma opção que deve ser selecionada com máxima cautela.

O ideal é que seja efetuado um estudo que englobe tanto o faturamento quanto a atividade da empresa em cada um dos regimes tributários disponíveis. Apenas depois dessa etapa é que deve ser tomada uma decisão definitiva.

2. Não acompanhar as atualizações na legislação

A falta de acompanhamento das atualizações na legislação tem levado muitos empresários a pagar impostos indevidos.

Os líderes empresariais recebem as informações da área contábil, mas continuam sem saber o que precisa ser pago ou qual a melhor maneira de fazê-lo.

3. Não contratar um serviço especializado

Contar com um serviço especializado é essencial para garantir, entre outras coisas, os levantamentos necessários para definir o regime tributário adequado e o acompanhamento das mudanças na legislação.

Além do know-how e da experiência que é oferecida pelos especialistas, sua organização se beneficia de profissionais experientes, treinados e altamente capacitados para evitar todos os erros na apuração de impostos corporativos.

Gostou do nosso artigo? Então siga-nos nas redes sociais e fique por dentro das principais novidades do mercado contábil: estamos no Facebook, no LinkedIn e no Instagram!