Carga tributária: como reduzir os impostos da PME

Como a carga tributária no Brasil é muito elevada, empreendedores e administradores enfrentam constantes desafios para manter o negócio funcionando e fazê-lo crescer. É preciso entender a complexa legislação tributária, reservar dinheiro em caixa para cumprir as obrigações e incluir os impostos no planejamento.

Uma boa gestão financeira pode ajudar seu negócio a enfrentar essa carga tributária, mantendo o pagamento de tributos em dia. Ela pode até reduzir legalmente a quantidade de impostos que sua empresa precisa pagar, a chamada “elisão fiscal”. Neste artigo você vai aprender mais sobre o que você pode fazer para sua pequena ou média empresa pagar menos taxas.

Faça um diagnóstico da empresa

Para um médico tomar decisões acertadas sobre a saúde do paciente, ele precisa fazer exames e ter em mãos as informações adequadas. Com a carga tributária da empresa é a mesma coisa. A contabilidade deve estar em dia, de forma que a gestão saiba com precisão a receita, o lucro, o fluxo de caixa, os passivos e seus prazos etc. Isso vai orientar todas as decisões contábeis, incluindo a melhor forma de pagar menos impostos.

Escolha o regime tributário adequado

As pequenas e médias empresas têm basicamente três opções na hora de pagar impostos: aderir ao Simples Nacional, ao Lucro Presumido e o Lucro Real.

O Simples Nacional é uma opção atraente para muitos negócios, por unificar oito impostos (CPP, CSLL, COFINS, ICMS, IPI, IRPJ, ISS E PIS/PASEP). Porém, ele nem sempre é o mais barato. Isso acontece porque as alíquotas são diferentes para cada tipo de atividade econômica, conforme o CNAE da empresa. Daí a importância de consultar uma empresa de contabilidade antes de escolher o regime tributário.

A escolha entre Lucro Presumido e Lucro Real vai depender da contabilidade da empresa. O Lucro Presumido, naturalmente, costuma ser mais vantajoso quando as margens de lucro são grandes.

Procure oportunidades de incentivos fiscais

Um dos efeitos colaterais dos altos impostos é que autoridades estaduais ou municipais oferecem incentivos fiscais para certas empresas ou indústrias se instalarem em suas regiões. Explore oportunidades e considere instalar filiais ou mudar sua empresa de endereço se a isenção for vantajosa.

Faça uma agenda para administrar a carga tributária

Uma das dicas mais importantes para pagar menos impostos é pagá-los em dia, evitando juros e multas. Atrasos nos pagamentos são considerados sonegação fiscal e podem levar um juiz a determinar penhora e leilão de bens, bloqueio de contas bancárias e outros prejuízos. Para evitar esse problema, produza um calendário para assegurar que a empresa terá dinheiro em caixa para fazer os pagamentos em dia.

Conte com os serviços de uma boa empresa de contabilidade

A legislação tributária no Brasil não apenas é grande e complexa, como está em constante mudança. O governo pode alterar alíquotas ou lançar novos programas de refinanciamento, oferecendo oportunidades de abater juros e multas.

Tendo uma boa empresa de contabilidade como parceira, seu negócio pode ser orientado a mudar de regime tributário ou a aderir a um desses programas. O importante é entender que a contabilidade tributária faz parte da administração da empresa e, portanto, exige manutenção constante.

Com medidas simples, mas seguidas de forma séria, toda empresa pode reduzir sua carga tributária e evitar pagar mais impostos do que precisa. Basta estudar um pouco e pôr as mãos à obra.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você entender como uma empresa pode reduzir a carga tributária de forma legal e inteligente. Agora, complemente esse aprendizado lendo nosso artigo sobre a importância de uma boa contabilidade!